fbpx

Psicoterapia Breve : necessidade ou escolha?

Psicoterapia Breve é a psicoterapia realizada em um tempo definido, estabelecido pelo psicoterapeuta conjuntamente com seu paciente. Nela o psicoterapeuta utiliza metodologia que facilita processo ou mesmo estabelecem um foco ou conflito central que aflige o paciente.

Hoje a demanda por prazos, custos e mesmo intensidade dos sintomas tem levado muitas pessoas a optarem por esta forma de tratamento psicológico. Também as contingências da vida como uma indecisão sobre mudar ou não de emprego, entrar em contato com uma doença recém-instalada, optar por continuar ou não uma relação afetiva conflituosa, são questões que a vida nos impõe e que pelas quais o paciente necessita de apoio momentâneo.

Na Psicoterapia Breve Psicanalítica o psicólogo realiza as interpretações para desenvolver a percepção mais ampla e profunda sobre os processos inconscientes que geram os conflitos e assim diminuir a confusão mental e ajudar a reorganizar aspectos da vida do paciente. Diferente da psicanálise clássica, o divã não é utilizado e a frequência é de uma vez ou mais por semana, dependendo da necessidade.

Após uma avaliação inicial, realizada nas primeiras sessões e verificada a demanda do paciente, o psicoterapeuta pode indicar ou não a psicoterapia breve. Segundo Mauro Hezenberg, psicanalista, doutor em Psicologia pela USP e especialista em Psicoterapia Breve pela Universidade Lausanne na Suíça, o prazo máximo para uma PB é de um ano e o mínimo podem ser algumas sessões ou alguns meses.

Estar em uma psicoterapia, seja longa ou de curta duração é uma experiência única de acolhimento em uma relação significativa onde o paciente pode comunicar livremente seus medos, angústias, prazeres e desprazeres, buscando integrá-los em si mesmo e se fortalecendo no enfrentamento das dificuldades da vida.

Comentários

  • Alan
    Posted 14 de fevereiro de 2017 11:00 0Likes

    Gostei.

Comentários estão fechados.